Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

domingo, 10 de dezembro de 2017

FRUSTRAÇÃO EM LOJA, ISSO EXISTE?


É muito comum nos darmos conta de como fomos infelizes em relacionamentos, seja em casa, no trabalho ou em Loja. Por que nos sentirmos culpadas pelos dissabores dessas relações frustradas?  O problema são as expectativas que colocamos sobre as relações quando embarcamos em um empreendimento, achando que vai ser bom pra vida toda. Temos que nos conscientizar de que nem sempre aquela relação foi como esperávamos que fosse. Ai entra o amadurecimento.

Por que tenho que pagar o preço sozinho por tanta frustração? Esta e a conclusão que muitos chegam depois de anos de vida e luta em uma Loja Maçônica. Por que a conta cai sempre do lado mais fraco? A solidão, o choro, a mágoa e as frustrações. Não queremos mais pagar esse preço. 

Temos que dividir essa conta. Os Irmãos de Loja também tem que começar a dividir esse prejuízo. Por que essa falta de discernimento sobre o sentimento de algum Irmão afetado? O universo maçônico é bom. Não pode “aquele Irmão” só chegar, bagunçar, e ir embora, como se nada tivesse acontecido.

A verdade é que quando entramos num espiral de paixão (coisa proibida para os Maçons) passamos a não enxergar as coisas como realmente são. Acostumamo-nos até mesmo com os defeitos uns dos outros, e passamos a achar que tudo é normal, até que por fim se torna realmente normal, e já não enxergamos mais aquilo que nos faz infelizes, nos acostumamos com as falhas uns dos outros. Até que em algum momento um dos Irmãos, sente que algo não vai bem e começa a procurar algo de diferente, ai pede seu Quite Placet e vai embora.

Por que não podemos estar sempre alertas, dialogar e tentar encontrar caminhos de mudar aquilo que não vai bem em Loja? Podemos sempre melhorar como seres humanos e Irmãos. Temos que aprender a nos dar o devido respeito. A própria sociedade, cruel, sempre joga a culpa no que “fala”: Ele é sempre o culpado pelos dissabores no relacionamento em Loja, quando não é por ser muito possessivo , é por negligência, falta de atenção e cuidado com os irmãos. Esquece-se que nós Maçons  também temos nossas carências, nossas necessidades de atenção, somos seres feitos de puro sentimento e nos dedicamos por natureza às pessoas a quem amamos família e Irmãos. 

Precisamos aprender a nos reeducar e aprender a ter um segundo plano, não se pode jogar uma vida inteira nas mãos de Irmãos que não gostam de você, e não é somente no aspecto financeiro de Loja, não se pode ser mais um, mais um que paga a Mutua ou o aluguel, mas intelectual e afetivo também. O Respeito a cada Irmão, deve ser levado a sério, pois é humano e não só um nº de CIM.

Nada disto! Precisamos reagir. Vamos rever nossos conceitos, afinal nascemos para a felicidade, e tornar feliz a humanidade. Mas como isso de em Loja não há “clima”? 

Se em Loja o Irmão é podado, pelos “donos”? Se suas ideias e opiniões não são aceitas? Se o “mimimi” impera?

Conversar é uma saída pratica e leal. Coloque tudo em pratos limpos. 

Muitas Lojas abatem colunas, por causa de Irmãos, já vi isso, já senti isso, já vivi isso!

Então, a deixa fica: Cuide bem do seu Irmão, cuide de suas frustrações, faça-o sentir parte da Loja, faça-o sentir-se bem. Ai não haverá problemas e nem perdas.

Denílson Forato, M.I.      


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares