Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

A ALAVANCA



‘’dêem-me um ponto de apoio e uma alavanca e moverei a Terra. ’’
Arquimedes

De todas as ferramentas que o Companheiro dispõe na elevação, a Alavanca nos remete a uma reflexão simbólica magnífica.

A Alavanca é um instrumento simples constituído por uma barra de ferro ou madeira resistente, que se emprega para mover ou levantar algo.

Profanamente falando, é uma simples ferramenta usada desde os tempos mais primórdios (como exemplo nas construções das pirâmides), nesta época em ‘’ madeira ’’ tratada ou não até os tempos de hoje, agora em ‘’aço’’.

As alavancas hoje fabricadas em aço, para aumentar sua resistência, passam por alguns processos importantes em sua produção. Citarei duas delas. Uma é o tratamento térmico chamado ‘’cementação’’, onde a mesma sofre um processo químico que aumenta sua dureza superficial, sem que seu núcleo se altere tendo assim tenacidade tornando-a resistente por fora e flexível por dentro.

O outro processo que pode ser usado na fabricação da alavanca chama-se ‘’shot- peening’’. Este processo milenar, segundo estudos, foi desenvolvido pelos árabes na confecção de suas espadas, seguindo para a Ásia, aperfeiçoado pelos samurais e depois para a Europa e usado pelos cavaleiros medievais. Processo este que é malear ou amolar o aço através de pancadas para que toda a impureza do aço se manifeste a fim de torná-lo mais puro e resistente. Hoje este processo é feito em máquinas com potentes jatos de granalhas de esferas.

Estes dois importantes processos deixam a alavanca mais pura na sua matéria prima, mais resistente e mais tenaz (flexível).

Embora despercebida, a alavanca está presente no nosso dia a dia como em nossas casas e automóveis.

A alavanca para que tenha eficiência no seu uso necessita de mais dois fatores importantes: Força Potente + Ponto Fixo (ponto de apoio) = Força Resistente.

O ponto de apoio deve ser tão ou mais resistente que a própria alavanca para que não comprometa o processo.

Da mesma forma é de fundamental importância a Força Potente, força esta que é exercida em uma das pontas da alavanca para que a Força Resistente tenha resultado.

Maçonicamente falando, o que simboliza a Alavanca?

Desde o momento da Elevação ao Grau de Comp., ela torna-se uma força fecunda, ao mesmo tempo cega e perigosa. Por isso ela deverá ser controlada pelo Compasso, Régua e Nível Maçônicos.

No que o Comp. usará a Alavanca?

Ela significa a direção, o transporte e a colocação dos materiais usados e trabalhados. Juntamente com a Régua tem papel importante na 3º viagem, que representa o 3º ano.

Em Maçonaria é o símbolo da potência, do esforço, da perseverança e da vontade consciente dirigida para a meta de atingir, que para o Maçom é o Conhecimento. É resistível da vontade, secundada pela inteligência e pela bondade é o símbolo da perfeição dos Iniciados, cujo emblema é a Alavanca.

J. Boucher declara, por sua vez, que a Régua e a Alavanca são análogas, sendo formadas, essencialmente, pela linha reta; porém, a Régua corresponde ao Espírito, enquanto a Alavanca é própria da Matéria.

A. Gédalge afirma, todavia, que a Régua deve sempre acompanhar a Alavanca, pois toda ação, não submetida ao dever e à retidão, seja nociva. Assim, sendo o símbolo da força, ela representa, moralmente, a firmeza da alma e a coragem inquebrantável do homem independente, bem como o poder invencível que desenvolve o amor da liberdade nos homens inteligentes.

No Ritual Escocês Antigo e aceito, a Alavanca, em lugar de Compasso, é o emblema do Poder, que junto as nossas forças individuais, acrescenta os conhecimentos necessários para o que, sem seu auxilio, ser-nos-ia impossível executar.

Penso que todo Maçom tem muito a aprender com ela, pois seu simbolismo é de grande significado.

Assim como a Alavanca, o maçom deve ser resistente e ao mesmo tempo flexível.
Precisa ser resistente aos vícios, aos dogmas que escravizam o homem e tenaz aos desafios que lhe são colocados a prova no dia a dia da vida onde necessita exercer a flexibilidade na prática contínua da Tolerância.

Muitas vezes assim como no processo do ‘’shot- pening’’, somo metralhados, bombardeados pelas esferas da vida que num primeiro momento parece que nos machucam, mas que, com o decorrer do tempo, percebemos que nos deixam mais puros, resistentes e mais polidos.

Simbolicamente falando da Força Potente, esta considero nossos irmãos que sabiamente exercem a força necessária para que na outra ponta da alavanca sejam elevadas na medida certa as Forças Resistentes (neste caso específico, aqueles que necessitam de ajuda mútua).

Deixo para falar por último no Ponto de Apoio, pois considero este o mais importante dos três elementos.

Penso que o Ponto de Apoio, simbolicamente, é todo o conhecimento maçônico ou outros, que o homem tem, sejam eles, intelecto, espiritual e ou ritualístico, que precisamos buscar continuamente, pois se ele não estiver alicerçado em fundamentos, com base sólida, comprometerá o ‘’todo’’ na execução do processo do uso da alavanca.

O resultado não está na força exercida, mas sim no conjunto equilibrado com as ferramentas certas.

Como reflexão deixo algumas perguntas a serem respondidas individualmente no íntimo de cada irmão:

- Que ‘’alavanca’’ tenho sido na elevação de outros irmão ou profanos quando necessitam de ajuda?

- Tenho exercido a força correta sempre buscando a tolerância e o equilíbrio?
E principalmente:

- Que conhecimentos literários ou práticos com fundamento, tenho usado como base de apoio para ajudar o próximo?

Sob o ponto de vista intelectual, a Alavanca exprime a força do raciocínio, a segurança da lógica. É a imagem da filosofia, cujos princípios invariáveis não permitem fantasia nem superstição.

Bibliografia:
Grande Dicionário Enciclopédico de Maçonaria e Simbologia de Nicola Aslan.
Ritual Companheiro Maçom Escocês Antigo e Aceito
Rudimar Panzoni Marques

CC Loja Duque de Caxias lll Milênio

Um comentário:

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares