Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

quinta-feira, 9 de março de 2017

SETE MAÇONS OU SETE MESTRES?

A grande dúvida surge na própria grafia dos rituais. Não há um consenso nas regras de aplicação de siglas aos vocábulos maçônicos.
Teoricamente a regra é que devemos escrever a palavra até a consoante que antecede a segunda vogal. SEC.’.; HOSP.’.; VIG.’.; PAL.’. SEM.’.. Mas encontramos MAÇ (Maço ou Maçonaria?); Comp (Compasso ou Companheiro?); BAL (Balandrau ou Balaústre?) E para complicar ainda tem as siglas das siglas. Venerável Mestre é grafado por Ven M ou VM e para economizar tinta: VM.
Por conta desta falta de uniformização é que encontramos nos rituais as mais diversas formas de responder a pergunta: – O que se torna preciso para a abertura dos trabalhos? Já encontrei:

– …….no mínimo sete IIr MM …….
– …….no mínimo sete IIr MM …….
– …….no mínimo sete IIr MM MM …….
– …….no mínimo sete IIr MMMM …….
Nunca entendi a dificuldade em escrever “…….no mínimo sete Irmãos Mestres…….”.

Não pode ser “…….no mínimo sete Irmãos Maçons…….”, porque Aprendiz e Companheiros também são Maçons, mas não podem circular em Loja ou subir ao Oriente.

Mas estando apenas SETE MESTRES em Loja, que cargos devem ser ocupados?
1.    Venerável, preside a reunião e é o responsável pelo Oriente.
2.    Primeiro Vigilante é o responsável pela Coluna do Norte.
3.    Segundo Vigilante é o responsável pela Coluna do Sul.
4.    Orador é o responsável pelas Leis e é ele que faz a conclusão dos trabalhos.
5.    Secretario, toda reunião tem que ter seu registro (balaustre).
6.     Mestre de Cerimônias é ele que fará todo o trabalho de circulação em Loja.
7.    Guarda do Templo, afinal os trabalhos necessitam de proteção.

E os outros cargos? O Orador acumulará a função de Tesoureiro, o Secretário a função do Chanceler, o Mestre de Cerimônias as funções do Hospitaleiro e dos Diáconos.

Observem que destaquei a palavra função para deixar bem claro que não se acumula cargo. Deixando bem claro: só usamos um colar. Já imaginaram que falta de bom senso o Mestre de Cerimônias com seu colar e ainda os dois de diáconos?

Não há o que reclamar se houver apenas sete Mestres na Loja, o problema está na ausência de Aprendizes e Companheiros.
É muito mais salutar à Ordem Maçônica uma Loja com 03 Aprendizes, 05 Companheiros e 07 Mestres do que uma Loja com 15 Mestres sem Aprendizes e Companheiros.
Os labores maçônicos não são apenas os desenvolvidos em Grau 1, 2 e 3.
Os trabalhos transcorrem justos e perfeitos não por conta da ritualística ou pelo número de presentes, mas pelo propósito da reunião.
Para que nos reunimos?
Para combatermos a tirania, os preconceitos e os erros. Glorificar o Direito, a Justiça e a Verdade, trabalharmos em prol do bem da Pátria e da Humanidade, não precisamos estar em grande número.
Mais vale 7 comprometidos do que 77 dispersos.
Autor: Sérgio Quirino Guimarães


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares