Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

terça-feira, 5 de setembro de 2017

CONSIDERAÇÕES A UM NEÓFITO


 (RECÉM INICIADO)

PARABÉNS, IRMÃO!

Seja bem-vindo a uma das mais antigas fraternidades iniciáticas do mundo, a qual esteve sempre, discretamente, presente nos importantes momentos históricos da Humanidade e permanentemente, ajudando a sociedade ter evolução positiva. Isso tem sido uma tarefa árdua, pois as forças involutivas tentam, a todo custo, e com diversas “armas”, impedir qualquer progresso contra a mediocridade reinante, e o panorama sombrio da conduta humana no Mundo.

Saiba, porém, que o seu maior inimigo poderá ser você mesmo, caso não se empenhe ou deixe de incorporar os altos valores que a nossa Ordem defende.

Agora, sobre sua pessoa, repousam a honra e a responsabilidade da Maçonaria definida, classificamente, como “Corpo institucional de busca permanente da verdade e sistema de moralidade ilustrado por símbolos e velado por alegorias.”

Lembre-se sempre, em sua participação, do que falou Confúcio (551-479 a.C) filósofo chinês:

“Para onde quer que vá, vá de todo coração!”

As orientações a seguir destinam-se a tornar seu caminho iniciático mais fácil e prazeroso em busca da verdade, de sua origem, de quem você é e para onde está indo.

ENTRADA E CONDUTA NO TEMPLO MAÇÔNICO


O Aprendiz, mantendo uma reverência profunda, deixando de lado problemas do mundo profano, ingressa no Templo em primeiro lugar e coloca-se no Ocidente, na Coluna do Norte, região à esquerda da porta de entrada, onde permanecerá em silêncio, sentado com a coluna vertebral ereta, mãos sobre os joelhos, pés descruzados. Falará apenas quando a fala lhe for permitida, batendo palmas, ficando de pé e à Ordem, cumprimentando a seguir as autoridades e participantes da Sessão Maçônica.

Ao falar deve respeitar o tempo regimental, não comentar tema fora da etapa em que se encontra não abordar política e religião, não realizar pronunciamentos enfadonhos nem muito longos e prolixos; não demonstrar postura de superioridade e lembrar-se que o Templo é local sagrado e simbólico.

Ocorrendo algo que o impeça de continuar participando da cerimônia, proceder da seguinte forma:

Pedir permissão ao Vigilante da sua coluna para poder ausentar-se, depositar o óbolo no Tronco de Solidariedade, prestar juramento de sigilo, entre as colunas J e B. Ter sempre presente em sua participação a tríade ”Ver, Ouvir e Calar!”.

 Dilson C.A. Azevedo


2 comentários:

  1. Boa noite! meu nome é Fabricio e há alguns meses venho entre idas e vindas visitando este blog ARTE REAL, fico cada vez mais querendo aprender os estudos da história da maçonaria. Acredito que vem agregando muito em minha vida pessoal apesar de atualmente ser somente um postulante, filiado ao Instituto Paramaçônico de Estudos e Pesquisas, como Aprendiz Maçom pelo Instituto, estudos em andamento. Desejo um dia fazer parte dessa Importantíssima Ordem de Respeito que foi é e sempre será neste mundo.

    ResponderExcluir

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares