Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

sexta-feira, 7 de junho de 2013

A CONTINUIDADE DO TRABALHO MAÇÔNICO


“Um irmão mais novo deve ser instruído no trabalho, para evitar a deterioração do material, por falta de juízo, e para aumentar e continuar do amor fraternal.”
Um homem bom e verdadeiro dá a conhecer a um amigo seu desejo de tornar-se um maçom. Ele recebe um pedido para os graus da Maçonaria, que ele preenche e apresenta a Loja. É recebido, de uma comissão de investigação que é nomeada para a função, de forma eficiente ou não, e, se aceito, os graus são conferidos no devido tempo. O recém-feito Mestre Maçom senta-se entre os irmãos, está presente na atribuição de alguns graus, torna-se cansado da mesma rotina repetida uma e outra vez e logo ele deixa de comparecer loja, exceto, talvez, em alguma ocasião especial, como um noite de exaltação do Mestre, um banquete, ou possivelmente não comparece.
Mais de vinte e cinco anos de experiência na Maçonaria forçou a conclusão de que essa falta de interesse dos maçons na Maçonaria é, em grande parte devido a uma falha por parte da Loja para ensinar a ciência e a filosofia da Maçonaria, especialmente para os mais jovens, no momento em que a curiosidade é despertada e seu interesse está a arder. 
A Maçonaria tem sido definida como um “sistema de moralidade velada na alegoria e ilustrado por símbolos“. O lugar nenhum ritual explica adequadamente estes símbolos e alegorias, e não só esconde as verdadeiras explicações, mas também, muitas vezes, na verdade engana. Para transformar irregulares em perfeitos, são obrigados a leitura, o estudo e a instrução. Não se deve esquecer que apenas pedras capazes de serem formadas devem ser admitidas em nossa Venerável Instituição, e que as qualificações internas devem ser cuidadosamente analisadas.
Masters of Lodges, diretores e oficiais estão sendo continuamente perguntas por aqueles de mente inquiridora que são, muitas vezes, incapazes de responder. As informações necessárias podem ser obtidas somente a partir do estudo contínuo e persistente dos escritos daqueles estudantes maçônicos que colocaram seus pensamentos e pesquisas sobre a folha escrita, em conformidade, portanto, com a advertência para os “irmãos bem informadas” para transmitir conhecimento ao menos informados.
Neste livro o irmão Steinmetz criou um livro fundamental e guia para o estudo e compreensão dos significados esotéricos da Maçonaria. Ele é “enanently ” – bem qualificado para realizar esta tarefa, sendo bem versado nos Mistérios, um estudante de hebraico, um pensador claro, lógico, percebendo a necessidade de educação continuada maçônica. 

O Trabalho na Maçonaria: Cada um de nós possui seu pensamento e sua maneira própria de agir e interpretar. Somos diferentes; alguns possuem facilidades de expressão; outros de escrita e, os mais sábios, que conseguem tirar proveito de todos os conhecimentos apresentados.
Uma vez que se destina a uma utilização do principiante, e não ao erudito maçônico, avançado, existem muitas citações do trabalho de monitoria para facilitar a sua utilização.  OS estudantes em nome da Maçonaria podem não concordar inteiramente com as interpretações aqui estabelecidos. Mesmo estes, no entanto, irá beneficiar uma vez que será necessário chegar logicamente a uma melhor explicação, e ao fazê-lo avançar-se.
Um estudo cuidadoso deste livro vai implementar o aluno com explicações adequadas e plausível de muitos dos símbolos e alegorias contidas nos três graus, e vai estimulá-lo ainda mais a perseguir o estudo dos significados esotéricos mais profundos da nossa riquíssimo ritual. Não se deve esquecer que, embora o sistema Grande Loja data do ano 1717, a Maçonaria ou a instituição chamada “Maçonaria” tem existido desde os tempos imemoriais.
Este instrutivo livro instigante deve estar nas mãos de todos falando. O estudo e a posse do conhecimento contido nele trará maior compreensão, companheirismo e fraternidade entre aqueles que têm o privilégio de serem membros desta Instituição Honrosa. 
HERBERT H. SCHULTZ MD., PM, 32 °
“A maioria dos santos e em nome do glorioso Senhor Deus, o Grande Arquiteto do Universo, doador de todos os dons e graças. Em teu nome nós montamos, e em teu nome que desejamos prosseguir em todas as nossas ações Fazei com que os princípios sublimes da Maçonaria Pode assim subjugar toda paixão discordantes dentro de nós, assim harmonizar e enriquecer nossos corações com Teu próprio amor e bondade, que a Loja neste momento pode refletir humildemente que a ordem e a beleza que reinam para sempre diante de teu trono. “
Maçonaria – seu sentido oculto
por George H. Steinmetz
A interpretação espiritual do trabalho esotérico da loja maçônica analisa as palestras e símbolos dos três graus. (1948)


Um comentário:

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares