Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

ESTRELAS (CÍRIOS)




Estrelas, na Maçonaria, são velas acessas e colocadas em tocheiras, que é um tipo de castiçal com proteção contra o vento.

Muitas vezes chamadas de “círios”, apesar de que círio, na verdade, é uma vela grande.

Em alguns Cerimoniais, quando se pretende fazer honras no recebimento de altos dignitários, usa-se uma série de espadas, normalmente acompanhadas das estrelas. 

Espadas na mão direita e estrelas na mão esquerda daqueles Obreiros que farão a “Abobada de Aço” para os visitantes.

Hoje em dia esse comportamento está fora de uso, com raras exceções. Há vinte anos, era comum esse tipo de honraria e era comum, também, existir um “porta espadas” e um “porta estrelas” no Átrio da Loja, normalmente de madeira, para acondicioná-las.

Segundo Mestre Nicola Aslan esse costume é antiquíssimo, já existente entre os romanos e que a Igreja Cristã veio a adotar.

É dito que o Papa quando se dirige para o Altar, saindo da Sacristia, é precedido por Diáconos portando estrelas (ou círios).

Para finalizar, uma frase sobre interessante costume francês do Mestre Jules Boucher, simbolista:

“Quando um visitante eminente, um dignitário, é introduzido no Templo, é precedido pelo Mestre de Cerimônias portando uma “estrela”.

Trata-se de uma tradição que pode ser encontrada numa era longínqua.


Não é para “iluminar” o visitante que o fazem preceder por uma tocha, é para simbolizar a “luz” que ele representa”.

M.'.I.'. Alfério Di Giaimo Neto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares