Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

terça-feira, 31 de maio de 2016

SALMO 133


O cerimonial maçônico se originou nos ritos ancestrais e ao longo do tempo vem sendo adaptado em conformidade com a época em que ocorre.

O Salmo 133, também denominado Salmo da Fraternidade ou Concórdia, é lido pelo Ir.’. Or.’. durante a abertura dos trabalhos no Grau de Ap.’. M.’. .
Sua autoria é atribuída a David onde ele exalta a beleza do fato dos irmãos estarem juntos, em harmonia.

O Salmo faz menção a personagens, objetos e lugares, conforme veremos a seguir:

Aarão:
Era bisneto de Levi e irmão mais velho de Moisés. Primeiro sacerdote (Êxodo cap.29 Versículos 4 – 7) hebraico do qual passou a ser patriarca e ajudou seu irmão mais novo a libertar o povo hebreu da escravidão no Egito. Seu nome significa “iluminado”, “elevado” ou “sublime”. Tinha o dom da oratória e seu irmão Moisés, quase nunca falava, pois apresentava problemas de dicção. (Êxodo cap. 4 vers.10).

As Vestes de Aarão: 
Os sacerdotes, como guardiões da palavra de Deus se vestiam de forma própria, de modo que suas vestes o distinguissem dos demais fiéis.

Farás a teu irmão Aarão vestes sagradas em sinal de dignidade, de ornato... de sorte que ele seja consagrado ao meu sacerdócio. Eis as vestes que deverão fazer: um peitoral, um efod, um manto, uma túnica bordada, uma mitra, um cinto deverão usar fios de lá azul púrpura e vermelha, fios de ouro de linho puro... farás também o peitoral.. e encheras de pedras de engate ... e serão aquelas pedras os nomes das doze tribos de Israel.” (Êxodo cap.28 Versículo 4 e 40)

O Óleo da Unção:
É comum se encontrar na Bíblia citações sobre óleos de unção utilizados em consagrações sacerdotais.

No salmo 133, é citado “...o óleo precioso sobre a cabeça...”
(O Êxodo cap. 30 vers. 22 ao 33) descreve qual o óleo citado no Salmo em estudo.

 “O senhor disse a Moisés, escolhe os mais preciosos aromas: 500 ciclos de mirra... 250 ciclos de junco odorífero, 500 ciclos de cássia e um hin de azeite de oliveira. Será este o óleo para a sagrada unção. Este será para mim, o óleo da unção sagrada, de geração em geração.”
  
Hermon:
O Monte Hermon se localiza na cordilheira de Antilíbano, fazendo divisa entre Israel, Líbano e Síria. Com mais de 2000m de altitude, seu cume permanece nevado durante o ano inteiro.

Sião:
É uma das colinas sobre as quais se construiu Jerusalém. Possui cerca de 800 metros, e se localiza entre os vales de Cedron e de Tyropocon a qual segundo a Bíblia, David tomou dos Jebuseus, mais ou menos em 1000 A.C.(Aarão viveu por volta de 1300 A.C.).

Sião ou Sion passou a ser o nome simbólico de Jerusalém, da Terra prometida, da cidade de Davi. Deriva de Sion a palavra Sionismo.

Interpretação:

“OH! QUÃO BOM E QUÃO SUAVE É QUE OS IRMÃOS VIVAM EM UNIÃO!”

Essa frase faz alusão aos que vinham em romaria de todas as partes de Israel para se reunir em volta do templo. Representa a união de pessoas de todas as classes em adoração a Jeová (Deus).

“É COMO O ÓLEO PRECIOSO SOBRE A CABEÇA, QUE DESCE SOBRE A BARBA, A BARBA DE AARÃO;”

Simboliza que o óleo foi entornado com tal abundância, que desceu pela barba de Aarão.

Barba que simbolizava respeito e poder numa sociedade patriarcal, por isso o óleo chegar à barba simboliza a unção do poder sacerdotal de Aarão.

Entende-se aí por cabeça os cinco sentidos, visão, audição, paladar, olfato e tato, significando a purificação dos mesmos pelo óleo.

“E QUE DESCE À ORLA DE SUAS VESTES;”

As vestes fazem alusão ao nosso corpo físico, que na abertura dos trabalhos maçônicos, quando todos se unem e concentram, é banhado pela energia divina.

“É COMO O ORVALHO DE HERMON;”

Simboliza o orvalho que desce do monte durante a noite, criando condições propícias para a manutenção da vida em uma região desértica. Simboliza também o a água do degelo que desce para alimentar o rio Jordão, responsável pelo abastecimento da região.

Ou seja, através do seu orvalho o Monte Hermon proporciona a vida.

 “QUE DESCE SOBRE SIÃO;”

Simboliza descer sobre Jerusalém, que foi construída sobre o Monte Sião.
   
“PORQUE ALI O SENHOR ORDENOU A BENÇÃO E A VIDA PARA SEMPRE.”

Simboliza que a reunião dos romeiros (irmãos), fazia com que a benção descesse sobre todos, manifestada no orvalho, e nas águas do Jordão que tornavam possível a vida na Terra Prometida.
  
Bibliografia:

- Ritual do Aprendiz

- Maçonaria. net

Carlos Eduardo Queiróz  A.’.M.’.

Jorge Antonio D. da Fonseca A.’.M.’.

Vitor Dias Bacelar A.’.M.’.

A.’. R.’. L.’. S.’. Cedros do Líbano Nº 1688 – Miguel Pereira/RJ - GOB


Um comentário:

  1. Quando os irmãos vivem em união, eles estão ungidos. Isto é, eles ganham um poder que não teriam caso estivessem desunidos. O somatório das capacidades de todos os irmãos é maior quando estão todos unidos (ungidos).
    E este "poder adicional" transborda daqueles que estão ungidos tal como o orvalho do monte Hermon, que desce pelo monte e ajuda a fertilizar todo o terreno a sua volta. Ou seja, é como se cada irmão fosse o monte Hermon e tornasse fértil (de idéias e de ações) aqueles a sua volta, como sua família, sua comunidade e sua cidade.
    Com este cenário, o senhor ordena a vida para sempre. Ou seja, nosso Pai Celestial vê a ordem estabelecida capaz de proporcionar a todos a vida para sempre.
    Uma coisa leva à outra, pela simples vontade dos irmãos viverem em união.

    ResponderExcluir

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares