Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

segunda-feira, 5 de junho de 2017

UM MAÇOM SEM APOLOGIA


EU SOU MAÇOM! Esta singela e simples afirmação, é dita com orgulho, não é apologia! Mas fazer tal afirmação não é suficiente. Razões são esperadas e eu as dou brevemente e quase em forma de esboço.

Por causa das Amizades

Pelo que a Fraternidade me oferece

Essas amizades chegam a 50 anos em uma comunidade rural na Virgínia, onde fui elevado a mestre maçom. Aqueles homens simples e singelos me levaram ao seu círculo de amizade e me apoiaram em muitas das dificuldades que um jovem ministro encontrou no seu primeiro ano fora do seminário. Durante meio século, minha vida foi abençoada por amigos, de todos os caminhos da vida e grupos religiosos. A maçonaria é verdadeiramente ecumênica em sua associação.

Em um tempo de desconfiança, suspeita discriminação, separação e até mesmo ódio, a Maçonaria remove a distância entre os homens. A amizade, a moralidade e o amor fraterno são as características de nossos relacionamentos. Existe uma integridade básica na Fraternidade que muitas vezes carece de muitos relacionamentos da vida.

Por causa do belo Ritual

É enraizado na história bíblica

Estes rituais relativos a cada grau maçônico não são formas sem substância. Vieram dos antigos landmarks, eles trazem palavras de honra que nivelam as profundezas da emoção humana.

Como alguém que ama a beleza e o significado das palavras, nunca me canso de assistir e ouvir a concessão de qualquer grau, abertura e encerramento das reuniões da Loja.

A história bíblica antiga ganha vida no drama e na linguagem da Maçonaria. A beleza e a ordem de uma Loja Maçônica adicionada aos símbolos, tão familiares à Fraternidade, significam tanto para muitos.

Por causa da prática da Fraternidade

Os esforços para Caridade

Os maçons não estão interessados na superficial atividade social, embora eles precisem e desfrutem da boa comunhão. Eles não estão interessados apenas em um clube de serviço comunitário, embora desejem se orgulhar do registro do serviço e da imagem da comunidade para com a Fraternidade a que pertencem.

Casas maçônicas, hospitais e instituições, estão prestando um serviço para “o menor desses” de tal maneira que sublinha o cuidado e a devoção das pessoas chamadas de “Maçons”. Nenhum hospital oferece tanto cuidado para crianças aleijadas ou crianças queimadas, quantos aqueles que carregam o nome de “Maçom”. Sem nenhum custo para as famílias, esses hospitais abrem suas portas e as vidas são restauradas e tornadas integras novamente.

Por causa do profundo tom religioso

Deixe-me rápida e enfaticamente dizer que a Maçonaria não é e nunca foi uma religião; no entanto, a Maçonaria sempre foi amiga e aliada da religião. Em 50 anos como ministro e como maçom, não encontrei conflito entre minhas crenças maçônicas e minha fé cristã. Não encontrei e não acho que a Maçonaria seja “incompatível com a fé e as práticas cristãs”.

A Maçonaria nunca me pediu para escolher entre a minha Loja e a minha Igreja. A maçonaria jamais usurpou o lugar de Deus e nunca irá. Nunca ninguém ousou dizer: “Amarás a Maçonaria com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua mente”.

Pode haver apenas uma lealdade final, e o Deus Vivo é o único objeto digno de tal lealdade.

Possivelmente existem aqueles que criaram um Deus fora da Maçonaria. Você pode criar um deus de qualquer coisa – seu negócio, seu sindicato, seu clube cívico, sua Loja e até da sua Igreja. Você pode até fazer um deus com restos (Isaías 44:17).

Minhas atividades maçônicas nunca interferiram em minha lealdade e meu amor pela minha Igreja. Muito pelo contrário, minha lealdade à minha Igreja foi fortalecida pelos meus laços maçônicos. Os bons maçons são bons homens religiosos.

O Grão-Mestre da Maçonaria da Pensilvânia diz:

“A Maçonaria tem uma fé para viver; A Maçonaria é um ser capaz de viver; A Maçonaria é ter causas dignas para viver; A Maçonaria é uma busca eterna da excelência". 

Este é, então, o meu testemunho. Eu sou um maçom sem apologias!


Bispo Carl J. Sanders, 32°, KCCH – Igreja Metodista Unida, Alabama

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares