Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

domingo, 24 de agosto de 2014

A PROVA DO FOGO NA INICIAÇÃO MAÇÔNICA


O Fogo é o mais sutil, ativo e puro dos quatro elementos.

Para os antigos, era considerado o princípio ativo, germe e origem da geração, fonte de energia, princípio animador e masculino, em oposição à Água.

Para os hermetistas, representava as qualidades quentes e secas, análogas ao verão, ao meio-dia, à cor vermelha e à inteligência brilhante. Na Maçonaria, o elemento Fogo é emblema da purificação iniciática, do fervor, do zelo e da Verdade.

O fogo foi adorado e considerado sagrado por inúmeros povos, seja como símbolo de vida ou da força animadora, seja diretamente como fogo aceso, seja como Sol, ou ainda como a própria divindade.

Na liturgia da Igreja Católica, o fogo novo simboliza Cristo, a Luz do Mundo, na cerimônia da Vigília Pascal, onde, no vestíbulo ou fora da Igreja, obtido pelo atrito de pedras, o novo fogo vai iluminar todo o templo. Esta cerimônia lembra a figura de Cristo ressuscitado, pelo que se acende o Círio Pascal até o dia da Ascensão.

Na Bíblia, no Antigo ou no Novo Testamento, a palavra fogo é usada, tanto no sentido literal quanto no figurado, com inúmeros significados e em diversos contextos, todos de denso sentido simbólico.

Recolhemos alguns deles:

(1) O fogo do inferno, que queima, no sentido figurado, tanto a alma, que é espiritual, quanto o corpo, que é material, sem consumi-los;

(2) O fogo como símbolo da providência divina (Êxodo 13:21 – Salmos 78:14);

(3) O fogo testando as virtudes (Zacarias 13:9 – I Coríntios 3:13); 

(4) O fogo simbolizando a purificação moral e espiritual (Malaquias 3:2);

(5) O fogo como manifestação de Deus (Gênesis 15:17 – Êxodo 3:2-4);

(6) O fogo associado ao Espírito Santo (Atos 2:3-4); e

(7) O fogo associado ao Espírito Santo e a um batismo superior ao da água:

- Mateus 3:11: E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com FOGO.

- Lucas 3:16: Respondeu João a todos, dizendo: Eu, na verdade, batizo-vos com água, mas eis que vem aquele que é mais poderoso do que eu, a quem eu não sou digno de desatar a correia das alparcas; esse vos batizará com o Espírito Santo e com FOGO.

Portanto, embora todas as religiões cristãs utilizem a Água para as suas cerimônias de iniciação, batismo e purificação, seu próprio Livro Sagrado, a Bíblia, especialmente o Novo Testamento, indica que existe um batismo superior, pelo Espírito Santo e pelo FOGO. 

Na Maçonaria, o candidato, depois de passar pelas provas da Terra, do Ar e da Água, com a purificação pelo Fogo, chega, enfim, à Iniciação pura, à purificação superior, livrando-se das nódoas dos vícios do mundo inferior.


Irm.'. Almir Sant'Anna Cruz, M.'.I.'. da Loja Brasil. 

2 comentários:

  1. Ótima explicação do significado do FOGO na iniciação Maçônica!

    ResponderExcluir
  2. Fiz uma poesia intitulada"batismo de fogo"baseada na ida do apóstolo Paulo á Damasco" e queria um artigo,bem ao gosto dos rosacruzes(eu sou membro da fraternidade rosactuz Max Heindel)mas só encontrei e com muito apuro e bom gosto no trabalho Maçom.Não sendo eu um filho da viuva,creio que nem seja correto compartilhar,contudo reitero que o artigo é de muito bom gosto e convincente(talvez não para um beato fanático)

    ResponderExcluir

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares