Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

terça-feira, 30 de outubro de 2012

AS CORRENTES MÍSTICAS NA MAÇONARIA



Misticismo é uma filosofia que existe em muitas culturas diferentes e que se reveste de várias formas.

Misticismo, infelizmente, é muito confundido com superstição, irracionalidade, burla, confusão mental, ilusionismo, idolatria e outros adjetivos não muito favoráveis. Porém, em seu sentido original, o termo vem emprestado do Egito, do seu conhecimento arcano relativo aos mistérios.

Misticismo vem de “mistério”. Esse mistério não é o que se pretende intencionalmente ocultar de alguém, mas o mistério que é inerente a própria natureza das coisas. Assim, a palavra mistério não se refere àquilo que está escondido em algum lugar, mas a própria condição de intocável, de inefável ou de imperceptível pelos sentidos habituais. A mística se refere a uma experiência de relação direta e imediata com a divindade, o plano divino e também com seus arquétipos.

Misticismo também é definido como uma disposição para se acreditar no sobrenatural. Porém, sabemos que o sobrenatural é o natural inexplicado, ou seja, quando observamos um fenômeno psíquico incompreensível, algo que escapa totalmente a nossa visão sobre as leis naturais, como por exemplo o fenômeno da levitação observado em alguns religiosos cristãos antigos ou em alguns místicos yogues, procuramos taxar isso de sobrenatural. Porém, o que está por detrás da produção desta faculdade é regido por leis naturais que ainda não podemos entender. Por isso, alguns chamam de sobrenatural, outros podem considerar um “milagre”.

Místico é todo aquele que concebe a não separatividade entre o Universo e os seres. A Essência primordial da vida, ou Consciência Cósmica, ou Deus como costumamos chamar – ao contrário do que se pensa – não está nem nunca esteve separado de qualquer coisa.

O místico é aquele que busca ou que já mantém um contato direto com a realidade, sem intermediários.

O místico procura a presença do Ser Supremo e Real, ou do inefável e incognoscível em si mesmo, nas profundezas de seu ser, e dessa forma, pode perceber todas as coisas como sendo parte de uma infinita e essencial Unidade de tudo o que existe.

O misticismo é a realidade do amor do homem por Deus e da união do homem com Deus. É um hino à Subjetividade, um hino à Objetividade e um hino à Felicidade ou União. Sua essência é uma com o Absoluto e o Infinito.

Jalal-ad-Din Rumi, um dos maiores místicos do Islã e um dos maiores poetas místicos de todos os tempos diz:

Não sou nem cristão, nem judeu, nem parse, nem muçulmano. Não sou nem do Oriente nem do Ocidente, nem da terra nem do mar... Deixei de lado a dualidade e vi que os dois mundos são um. Busco o Um, conheço o Um, vejo o Um, invoco o Um. Ele é o Primeiro, Ele é o Último, Ele é o Exterior, Ele é o Interior.


 Autor Desconhecido

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares