Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

terça-feira, 7 de outubro de 2014

LUZES



Criação da luz:

Disse Deus: haja luz; e houve luz.

E viu Deus que a luz era boa; e fez a separação entre luz e trevas.

Chamou Deus à luz de dia, e às trevas, noite.

Disse também Deus: haja luzeiros no firmamento dos céus, para fazer separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais, para estações, para dias e anos.

E sejam para luzeiros no firmamento dos céus, para iluminar a terra.

Fez Deus os dois grandes luzeiros: o maior (sol) para governar o dia, e o menor (lua) para governar a noite; e fez também as estrelas.

Na maçonaria a luz possui um tríplice significado, de acordo com a cor do círio que estiver aceso.

No Altar dos Juramentos, localizado no centro do oriente do templo, de formato triangular, adornada com toalha bordô e com franjas douradas, onde estão postos o Livro da Lei (a Bíblia Sagrada), o Esquadro e o Compasso, este aberto em 45º, a Espada Flamejante e três castiçais com três círios: um de cor branca no ângulo oriental, suscitando Sabedoria; o segundo de cor vermelha, no ângulo norte, promovendo a Força; e o terceiro de cor azul, no ângulo sul, projetando Beleza.

No altar do Venerável Mestre encontra-se um castiçal com círios de cor branca, representando sabedoria, a qual deverá buscar todos os irmãos maçons.

No pedestal do 1º Vigilante, na parte ocidental da coluna do norte, encontra-se um segundo castiçal com círios de cor vermelha, representando a força que deverá ter cada irmão maçom.

No pedestal do 2º Vigilante, na parte média da coluna do sul, encontra-se um terceiro castiçal com círios de cor azul, representando a beleza que todo irmão maçom deverá emanar de seu corpo e espírito.

As três cores dos círios, na maçonaria possuem simbologia e significado de suma importância para a loja maçônica entender, praticar e, com isto, alcançar o objetivo principal da essência maçônica que é a evolução social, intelectual e espiritual do ser humano.

O círio de cor branca, aceso durante os trabalhos, representa a luz da sabedoria do maçom, simbolicamente representada pela estátua de Minerva (deusa romana da sabedoria, medicina, arte, ciência, mudanças e da guerra), localizada à direita do Altar dos Juramentos, um pouco mais perto do altar do Venerável Mestre, no oriente do templo e sobre uma Coluna Jônica.

Todo irmão maçom deve buscar a sabedoria, o conhecimento dos princípios maçônicos para que alcance a evolução intelectual dentro e fora da maçonaria.

O irmão maçom deverá ser também um guerreiro lutando contra a desigualdade social, a favor da valorização do ser humano em todos os sentidos e lutar por um mundo mais justo. 

O círio de cor vermelha, aceso, representa a luz da força e potência do verdadeiro irmão maçom, simbolicamente representada pela estátua de Hércules (deus da força), localizada sobre uma Coluna Dórica, à esquerda e, um pouco atrás do pedestal do 1º Vigilante, na Coluna do Norte.

Todo irmão maçom deverá possuir força e resistência, e oferecê-las aos outros irmãos, através do conhecimento dos princípios maçônicos para superar as adversidades a que se depararem enquanto estiverem nesta vida, para alcançar a evolução completa.

O círio de cor azul, aceso, representa a luz da beleza do verdadeiro irmão maçom, simbolicamente representada pela estátua de Vênus (deusa de beleza, da formosura), localizada à esquerda do pedestal do 2º Vigilante, sobre uma Coluna Coríntia.

Todo irmão maçom deverá projetar sua beleza, não só a exterior, mas, principalmente a interior; sempre construindo templos à virtude e cavando masmorras ao vício.

Queridos irmãos:

Que a luz da sabedoria nos ilumine, não só nossos trabalhos dentro da maçonaria, mas também a nossa existência, nossos familiares e a todo o mundo; e que ela seja sempre onisciente e infinita!

Que a luz da força nos dê, a cada dia, mais vigor à nossa matéria para que realizemos mais e mais feitos maçônicos; e que ela seja cada vez mais onipotente e infinita!

Que a luz da beleza virtuosa se manifeste cada vez mais entre nós e que pratiquemos a beleza da moral, conferindo estabilidade ao caráter de um verdadeiro homem-maçom.


Que a luz da beleza seja sempre onipresente e infinita!


Apr. ¨. M.¨. George Adriano dos S. Silva


Fontes:
Bíblia Sagrada- Gênesis Cap: 1, Versículos: 3,4,5,14,15 e 16.
Livro do Ritual Maçônico, Grau de Aprendiz Maçônico- Rito Brasileiro
Dicionário da Língua Portuguesa. Autor: Silveira Bueno
internet.

NR: Esse trabalho refere-se ao Rito Brasileiro 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares