Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

segunda-feira, 19 de março de 2012

RITOS MAÇÔNICOS

Rito é o conjunto de regras, métodos e cerimônias que regem determinadas instituições. 

Na maçonaria já existiram mais de quatro centenas de diferentes tipos de ritos, muitos deles derivando de outros. 
Grande parte destes ritos se encontra atualmente extintos e uma parte com uso bastante restrito. 
Ritual é o que contém o desenvolvimento prático de cerimônias previstas em determinados ritos, é a liturgia. 
Abaixo alguns ritos, inclusive fundados e praticados por lojas e potencias não reconhecidas, outros já extintos. 
RITO ESCOCÊS ANTIGO E ACEITO, possui trinta e três graus, com origem na França, surgido com os Stuarts ingleses refugiados na França, como tinham partidários escoceses o rito adquiriu o título. Os graus simbólicos: Aprendiz, Companheiro e Mestre é o mais utilizado no Brasil.

Nos EUA e Inglaterra é mais utilizado a partir do quarto grau, quando se fala sobre o escocesismo. É um rito bastante difundido e conhecido, geralmente quando se fala sobre maçonaria as pessoas que não fazem parte dela, sempre comentam sobre o famoso grau trinta e três, muito mencionado inclusive em filmes.  
  
O Rito Escocês Antigo e Aceito ou R.·.E.·.A.·.A.·.  deriva do Rito de Heredom e da época da fuga dos Cavaleiros Templários para a Escócia. Ligados ao Antigo Testamento e à lenda de Hiram (lenda base da Maçonaria simbólica),

RITO AZUL - Ancient Craft Masonry - Antiga Maçonaria de Ofício, como é conhecido na Inglaterra e EUA, que no Brasil recebeu o nome de Rito de York(Que adota vários rituais: Emulation, Bristol, Stability, Muggeridge, Claret, etc), que não devem ser confundidos com rito. Destituído primitivamente de qualquer importância quando surgiu com o nome de Rito Real Arco, depois tomou o nome de Rito de York, porque foi essa cidade, importante centro dos antigos maçons medievais, o que lhe valeu o cognome de “Meca da Maçonaria”. Na Inglaterra possui três graus simbólicos e um quarto grau denominado Santo Arco Real, considerado erroneamente por muitos como uma extensão do grau de mestre, tratas-se na realidade de outro grau. Nos EUA houve ampliação com outros graus e a Inglaterra tende a adotar o sistema americano. 
RITO ESCOCÊS RETIFICADO, consiste na reformulação do Rito Escocês Antigo e Aceito, também conhecido como rito de Rito de Willermoz, pretendia trazer de volta as influências dos Cavaleiros Templários. Pouco utilizado. 
RITO DE SCHRÖEDER, praticado na Alemanha, vizinhanças e algumas regiões da América do Sul.  
RITO ADONIRAMITA, surgiu na França com quatro graus e posteriormente foi complementado com altos graus, desapareceu em seu país de origem, hoje é mais praticado no Brasil, com algumas alterações. 
RITO FRANCÊS OU MODERNO, com origem na França, com difusão na Bélgica, colônias francesas e países latino-americanos sob influência francesa. Suprimiu a obrigatoriedade da crença em Deus e na imortalidade da alma, causando rompimento com a Grande Loja Unida da Inglaterra que o considera um rito ateu.    
RITO BRASILEIRO, criado em Pernambuco, teve pouca duração, ficando adormecido praticamente até 1976, quando foi reativado, praticado apenas no Brasil, no simbolismo é uma cópia invertida do Rito Escocês Antigo e Aceito com 33 graus.  
RITO SUECO, praticado na Suécia, e vizinhanças, com doze graus sendo o 12° grau do rito, o Mestre Reinante, conferido apenas ao rei da Suécia. 
RITO DE MÊNFIS OU ORIENTAL, introduzido em Marselha na França, voltado para a tradição egípcia. 
RITO DE MISRAIM OU EGÍPCIO, acredita-se ter surgido na Itália, sendo posteriormente levado para a França. Misz significa Egito em hebraico, dizem que é derivado dos antigos Mistérios egípcios. 
RITO DE MÊNFIS-MISRAIM, o rito de Mênfis foi criado em Montauban por maçons que haviam participado da missão no Egito com Napoleão Bonaparte. O rito de Misraim teve origem em Veneza. Após a fusão passou a ter 95 graus, sendo os mais altos apenas honoríficos. Pouco difundido. Até 1881, os Ritos de Memphis e Misraim seguiam rotas paralelas e concordes, no mesmo clima particular. Os Ritos começaram então a agrupar Maçons interessados no estudo do simbolismo esotérico da Maçonariagnosecabala e até mesmo no hermetismo e no ocultismo.O Rito de Memphis-Misraim perpetua sua Tradição na fidelidade aos princípios de liberdade democrática e das ciências iniciáticas.

RITO DA ESTRITA OBSERVÂNCIA, criado com fundamento nas antigas “Ordens de Cavalaria”. Deu origem aos ritos da Alta Observância e Exata Observância. 
RITO HEREDON OU PERFEIÇÃO, surgiu em Paris, com o primitivo nome de Imperadores do Oriente e do Ocidente, foi praticamente a origem do Rito Escocês Antigo e Aceito. 
RITO DE SWENDERBORG, criado por um Sueco, deu origem posteriormente aos ritos denominados iluministas.  
RITO ESCOCÊS FILOSÓFICO, com onze graus, já extinto. 
RITO OPERATIVO DE SALOMÃO,  Entre todos, este é o mais recente, tendo sido criado na França no ano de 1974, pelos membros da “Ordem Iniciática e Tradicional da Arte Real” (O.I.T.A.R.).

 - RITO SIMBÓLICO OU MAÇONARIA DE SÃO JOÃO, com cinco graus, provavelmente surgiu com a criação da Grande Loja da Inglaterra. 

RITO SISTEMA DE ZINNENDORF, criado em Berlim. 
RITO DA MAÇONARIA ECLÉTICA, originou-se de uma aliança entre muitas lojas alemãs e algumas estrangeiras, com iniciativa da Loja Provincial de Frankfurt sobre o Meno e a de Wetzlar, no intuito de restituir à Maçonaria a sua pureza primitiva. Onde todas as Lojas eram Livres e Independentes e nenhuma loja aliada era subordinada a outras, todas são iguais. A Maçonaria deste sistema foi muito sensata e prestou notáveis serviços à Instituição.   
RITO ESCOCÊS PRIMITIVO, praticado principalmente na Bélgica com trinta e três graus. 
RITO OU SISTEMA DE FESSLER, foi o rito da Grande Loja Royal York em Berlim, com prática em poucas oficinas.  
RITO DOS TEMPLÁRIOS OU ORDEM DO TEMPLO, com oito graus em três categorias. 
RITO HAITIANO, muito simples, composto de três graus simbólicos e mais dois: Royal Arch e Cavaleiro Americano. 
RITO IRLANDÊS, consta de quinze graus, em quatro classes. 
RITO DE ADOÇÃO, criado na França, com influência da temática egípcia, voltado para mulheres. 
RITO NACIONAL MEXICANO, praticado no México, América Central e sul dos Estados Unidos, nas áreas com influência de imigrantes hispano-americanos. Possui três graus simbólicos e seis superiores. 
RITO DOS ARQUITETOS AFRICANOS, com 11 graus, existe grande variação de datas e locais de sua fundação; em 1756 – em 1767 na Prússia – em 1787 na Áustria – com base na investigação histórica da maçonaria. 
RITO DA ROSA CRUZ DE OURO, com 9 graus, fundado em 1777 na Alemanha. 
RITO DA ROSA CRUZ DE OURO DO ANTIGO REGIME, fundado na Alemanha em 1781.  
RITO ECLÉTICO LUSITANO, fundado em 1838 em Portugal. 
Rito Nacional Espanhol, fundado com origem no rito primitivo e original da maçonaria. 
RITO UNIVERSAL MISTO, fundado por Maria Deraismes e George Martin, também chamado de “O Direito Humano”, com origem no rito primitivo e original da maçonaria 
- RITO DA ESTRELA FLAMEJANTE, fundado em 1766. 
- RITO HERMÉTICO, com nove graus, fundado por Dom Pernety, em 1766 em Avignon. 
RITO DOS FILÓSOFOS DESCONHECIDOS, rito alquímico fundado pelo Barão de Tschoudy. 
RITO EGÍPCIO FEMININO, com quatro graus, fundado com base nos rituais de Cagliostro. 
 
Cada rito tem a pretensão de ser mais antigo e mais regular que os outros existentes. 
TFA.´.
 Celso Verydomar – MM.´.
Fé, Esperança e Caridade – 175
GLMERJ  - 03/2012




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares