Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

quinta-feira, 21 de junho de 2012

O PROBLEMA INICIÁTICO NA MAÇONARIA




Quando o recém-iniciado recebe seu Ritual do Simbolismo do 1o Grau e observa logo nas primeiras páginas o projeto estrutural de uma Loja maçônica, ele não tem consciência de que a posição dos membros, das estrelas, do Sol e principalmente da Loja em relação a esses referenciais trata-se de um conhecimento místico herdado há séculos.


O problema não é esse, e sim que após galgar todos os graus da Ordem, ele ainda fica desprovido do conhecimento necessário para lidar com essas ferramentas. Talvez ele não saiba, mas o astrolábio e outros instrumentos astronômicos (além de radiestésicos) sempre foram companheiros inseparáveis dos antigos construtores de templos da Grande Fraternidade Branca no Tibete e no Egito (suas duas principais vertentes). 

Uma das maiores provas está na construção das Pirâmides: esta sim uma verdadeira representação simbólica do Universo e de Leis Naturais, pois está em correspondência direta com (...) 


Isso se deve ao motivo de que, na hora da iniciação deve ser levado em consideração o aspecto cósmico (influenciado pelos astros), magnético (influenciado pela direção física correta), vibracional (ou telúrico) e psicológico. Verdade seja dita: é apenas ao último aspecto que uma iniciação maçônica (pelo menos na atualidade) dá importância. Talvez algum dos já citados "dono da verdade" me contrarie, mas vou lançar mão de uma prova empírica: basta ver que a planta original de uma Loja maçônica deve seguir o alinhamento Leste-Oeste.



E QUANTAS LOJAS SÃO CONTRUÍDAS DA MANEIRA ERRADA apenas porque o terreno não permite a direção correta??? Qualquer idiota pode ir à frente a uma Loja maçônica com uma bússola e comprovar isso. Além disso, parece que muitos maçons da antiguidade tinham um terrível costume católico dos tempos antigos: destruíam ou adulteravam documentos que desconheciam a explicação.


Alguns, preservados até hoje nos arquivos empoeirados da Ordem, contém dias ou horas certas para a iniciação, a posição do corpo do iniciando, etc. ESSAS REGRAS NÃO SÃO SEGUIDAS HOJE EM DIA. Hoje, a Loja é construída de qualquer maneira, apenas pinta-se o Sol em uma parede para representar o Leste e a partir desse referencial são feitos TODOS OS TRABALHOS E INICIAÇÕES!!!


Desconhecem que um pequeno descuido irá manifestar uma condição contrária na consciência do iniciando! Não adianta andar na ordem e da forma certa se tomando como referência pontos errados! SERÁ QUE SE FALA TANTO EM MITOLOGIA NÓRDICA/CELTA, para ignorar princípios conhecidos até mesmo por HITLER, nas iniciações que sua organização patrocinava no alto comando da S.S. NAZISTA? 


Será que ninguém se tocou que até ele sabia que um simples giro de 45 graus (que ele fazia questão de manifestar na inversão da Suástica) poderia transformar o iniciando em um idiota subtraído de capacidade crítica, com centros psíquicos adormecidos e outros negativamente carregados??? Tem muito mais. MUITO MAIS MESMO, principalmente em relação aos astros (hoje em dia apenas toma-se seu aspecto simbólico).


Muito bem, a passagem da Operativa para Simbólica, mas não vamos esquecer que um símbolo só tem verdadeira utilidade quando é capaz de refletir na prática uma Lei Natural ou mesmo servir de base para que o arquétipo correspondente possa ser evocado, dependendo do símbolo ele está sujeito à disposição física correta. Ou será que as Pirâmides foram construídas lá apenas por que era onde tinha espaço...


Agora sim, meu objetivo está completo. Ainda haveria muito pra escrever e comentar, mas acho que para o bom entendedor e para o verdadeiro buscador apenas o indicar da direção ou o simples suscitar da questão já basta. Ademais, o resto fugiria ao objetivo um trabalho de nível introdutório como este.


Tudo que posso dizer para concluir é que se os maçons continuarem ignorando o conhecimento oferecido pela própria Maçonaria (e que atualmente já está quase perdido), preferindo substituí-los por caminhos como magia e a busca de poder temporal, então a consequência lógica da infração das leis naturais descrita nos parágrafos acima os levará a consequente destruição. 


E não digo que isso ocorrerá com o fim das Lojas, e sim com a lenta e gradual passagem do que já foi algo muito bonito para uma organização que, ainda que diga cultuar o aperfeiçoamento do homem, não sabe por que seus membros estão se desviando cada vez mais dessa conduta.


Espero que minha humilde pesquisa possa dar respostas e alguma ajuda aos irmãos que tem sabedoria e possam tomar as urgentíssimas providências requeridas.


Peterson Leal S. Mello. (Obs.: este texto é de minha exclusiva autoria, mas não precisa ser citado integralmente)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares