Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

quinta-feira, 14 de junho de 2012

SOBRE O ARTIGO “GRUPOS MAÇÔNICOS NÃO RECONHECIDOS NO BRASIL”



Jamais poderia pensar que uma relação parcial dos grupos, chamados por uns até de ”potências” e até de “grandes orientes”, não reconhecidos no Brasil pudesse gerar tanta polêmica.

Sobre o assunto já postei dois artigos nesse blog:

Em 22/03/2012 – O que é considerada Potência Regular.

Em 10/05/2012 – Será que estou sendo enganado?

Grande parte da gritaria é feita através de comentários, na sua maioria, escondidos atrás do anonimato, Alguns, até, com citações pejorativas, que foram devidamente excluídos.

Vários comentários foram realizados em defesa da Maçonaria tradicional e regular.

Tenho notado dos críticos da relação um total desconhecimento da Ordem!

Será que nunca estudaram os Landmarks? Principalmente aqueles que defendem as Lojas Mistas e a Maçonaria Feminina.

Será que nunca ouviram falar do Tratado de Reconhecimento Mutuo que existe entre as principais Potências Brasileiras (GOB, GL’S e COMAB)? Será que sabem, pelo menos, o que significa isso?

Será que não imaginam que possam estar sendo comandados por pessoas que se afastaram das Potências Regulares por motivos pessoais e, que acham que a Maçonaria deve ser feita a sua maneira?

Acho extremamente chato ficar orbitando dentro de um núcleo não sendo reconhecido como Irmão pelos Maçons regulares.

Para informar aos críticos o Landmark de n° XVII exige do candidato à Iniciação certas formalidades: que seja homem de boa origem, sem defeitos físicos nem mutilações corporais. Traduzindo: Uma mulher, um aleijado ou um nascido da escravidão, não estão qualificados para ingressar na Maçonaria.

Pode parecer discriminatório, mas é a nossa Lei!

O de nº XXV, o último, coroa de todos os demais, É inalterabilidade dos Landmarks anteriores. Portanto, Não se lhes pode acrescentar, subtrair ou modificar.

“Tal com os recebemos de nossos antecessores, fomos solenemente obrigados a transmiti-los a nossos sucessores”.

Portanto, para todos aqueles que tentam alterá-los ao seu bel prazer, para satisfazer suas vaidades pessoais deixo um pequeno recado:

Quem funda uma instituição de origem maçônica e, que não cumpre os Landmarks, me desculpem, estão praticando qualquer coisa, menos Maçonaria!

Paulo Edgar Melo
M,’,I,’, membro a ARLS Cedros do Líbano, 1688 – GOB-RJ

  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares