Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

segunda-feira, 22 de julho de 2013

O TRABALHO ARQUITETÔNICO




“Os aprendizes, companheiros e mestres, estão empenhados na construção do templo do homem e da humanidade. A analogia Homem-Pedra é reforçada várias vezes, mas a proteção de tanta efervescência produtiva continua a ser a Glória Do Grande Arquiteto Do Universo”.

Livre interpretação da obra do pintor Di Prinzio, por Pedro Neves.

Todo aquele que procura o aperfeiçoamento moral e espiritual, está sempre desbastando as suas imperfeições e aprimorando as suas virtudes.

Ao erigirmos o nosso templo interior, estaremos contribuindo para a coletividade que formará então o templo da humanidade.

O trabalho de aperfeiçoamento do ser humano é incessante. Dia a dia, temos de travar lutas contra os vícios, as maldades, os ódios, os desamores, enfim, contra tudo que nos avilta e nos arrasta para o mal.

A analogia Homem-Pedra mostra que mesmo a rocha mais dura pode ser moldada, utilizando-se instrumentos apropriados. Pois, não sabendo como utiliza-los corremos a risco de fazê-la desmoronar. Devemos ser sempre ciosos no uso das ferramentas de trabalho de um pedreiro livre, utilizando-as de maneira adequada.

O Malho, símbolo da força de vontade, devendo a força ser bem aplicada no desbastamento da pedra bruta.

O Cinzel, símbolo do juízo, que deve bem conduzir a força que vem do malho.

O Esquadro, símbolo da retidão. Com a utilização do seu ângulo reto poderemos fazer uma o acabamento perfeito nas pedras a serem utilizadas nas paredes do templo.

O Compasso representa a medida justa que bem aplicada, nos leva ao aperfeiçoamento das virtudes.

A Alavanca, também simboliza a força, é aquela que com um ponto de apoio pode-se os maiores obstáculos.

A Régua, símbolo da medida certa, a ser utilizada em cada pedra polida na construção do nosso templo.

A Escada, símbolo da passagem de um plano para outro, cada degrau representa a aquisição de novos conhecimentos.

A Trolha (colher de pedreiro) é utilizada para um perfeito acabamento das paredes do Templo.

O Cimento Místico é aquela massa constituída pelas virtudes. São elas que irão acabar com as imperfeições.

Somente com uma boa equipe de trabalho, com união, fraternidade e amor, conseguiremos construir o templo dedicado ao Eterno.

No Templo justo e perfeito, não pode haver lugar para desarmonias e discórdias.

Quando entendermos que somos todos irmãos que nunca deve haver distinção de raça ou credo, poderemos ser felizes.

Quando o ser humano conseguir construir o seu Templo perfeito, teremos uma Humanidade mais justa e perfeita.

PEDRO NEVES .’. M .’. I .’. 33

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares