Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

quarta-feira, 11 de março de 2015

NEM TUDO É SEGREDO NA MAÇONARIA E A CURIOSIDADE É BEM-VINDA



Alec Mellor in Dicionário da Franco-Maçonaria e dos Franco-Maçons afirma que nunca faltarão concepções fantasiosas e até aberrantes do Segredo maçônico, alimentando tanto os detratores da Maçonaria quanto a credulidade humana.

A essa afirmativa podemos acrescentar que os próprios Maçons são os responsáveis pelas idéias errôneas sobre o Segredo maçônico. Para muitos Maçons, tudo é segredo e quando são perguntados a respeito de um assunto trivial, respondem com um “isso é segredo”, seja por uma convicção errônea do que efetivamente é segredo, seja para encobrir seu desconhecimento sobre o assunto que lhe foi perguntado.

Segundo Alec Mellor, o Segredo da Maçonaria corresponde a duas distintas noções:

(1) Os Segredos (no plural), que dizem respeito aos sinais, palavras e toques pelos quais os Maçons se reconhecem e se “distinguem dos outros homens”; e

(2) O Segredo (no singular), que é um conceito totalmente filosófico e de conteúdo variável: Para alguns, concebido como o estado de iluminação interior atingido na Iniciação e que a linguagem humana não saberia traduzir e, portanto, trair, visto que as palavras correspondem a conceitos ao passo que o pensamento iniciático eleva-se acima do pensamento conceitual.

Para outros, o Segredo não conduz a um conteúdo de idéias, mas é de ordem moral e não passa da ascese simbolizada pelo ritual e destinada a realizar o homem ideal. 

Ao contrário da habitual postura de desconfiança dos Maçons em relação à curiosidade que alguns manifestam a respeito de seus usos, costumes e ritos, entendemos que a curiosidade não é algo que deva ser criticada ou refreada.

A curiosidade deve isto sim, ser bem-vinda e até estimulada. A curiosidade é uma virtude. Virtude daqueles que não se conformam em limitar o seu conhecimento ao trivial, dos que se interessam em ampliar os seus conhecimentos e os seus horizontes.

“A curiosidade é a mãe de todas as invenções”.

Ademais, fazer conhecer a origem, a história, os propósitos e a simbologia maçônica, evitam as ideias errôneas e estapafúrdias, fruto da ignorância do público em geral ou mesmo da má-fé dos detratores da Maçonaria, que difundem a ridículas teorias tais como a de que a maçonaria pratica ritos satânicos, que os Maçons fazem pacto com o diabo ou que estão empenhados num complô mundial para a conquista do mundo.

Comumente o ingresso na Maçonaria é como um “salto no escuro”, pois a grande maioria dos candidatos só a conhece pelo que dela diz o público em geral. 
Desconhecem inteiramente seus princípios e propósitos.

Portanto, entendemos que informações básicas sobre a Maçonaria são necessárias para preencher essa lacuna, trazendo para a Ordem homens mais esclarecidos e conscientes da obra que irão empreender pelo resto de suas vidas.

Certamente apresentamos alguns conceitos ou temas desconhecidos até mesmo de iniciados, se bem que a grande maioria deles esteja contida em inúmeras publicações maçônicas, disponíveis para o público em qualquer livraria.

Apenas os Rituais utilizados pelas Potências maçônicas nacionais continuam sendo de leitura privativa dos Maçons, pois até mesmo os Rituais dos graus de Aprendiz, Companheiro e Mestre, de autoria de Ragon (1781-1862), podem ser adquiridos por módica quantia nas livrarias.

Todavia, devemos advertir o não iniciado que a leitura pura e simples de qualquer obra maçônica, embora possa fazê-lo entender, pelo menos em parte, o simbolismo maçônico, sua efetiva compreensão só ocorrerá quando ele próprio for iniciado. 


Simbologia Maçônica Dos Painéis

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares