Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

segunda-feira, 20 de abril de 2015

REFLEXÕES DE UM APRENDIZ!



Ai, atrás do grau de mestre Maçom, não há outro conhecido por terra.

Muito acima de ele dar outros passos escamoteados pelo azul véu que divide a visão do Invisível! 

O verdadeiro irmão sabe disso, pois ele trabalha com um fim em vista muito acima do conceito de mente mortal.

Ele tenta ser digno de passar por trás que véu e junte-se a banda que, usando um manto vermelho e não desconhecido, levar as responsabilidades de crescimento humano!

São seus olhos sempre fixos nas sete estrelas que brilham pra baixo de algum lugar acima do alto tocado da escada!

Com esperança, fé e caridade e ele sobe os degraus, e sussurrando o mestre da palavra para o porteiro dos graus, passa por trás do véu. É então, e depois, só que um verdadeiro Maçom nasce!

Só subjazem o, véu do místico!

E o estudante entra em sua própria sintonia do conhecimento. As coisas que vemos ao nosso redor são apenas formas de promessas de uma coisa sem nome, símbolos de uma verdade desconhecida! 

É no templo espiritual construído sem a voz dos Trabalhadores ou o Som de Martelo que a verdadeira iniciação é dada, e aí, Túnica na simples pele de cordeiro e de um corpo purificado, o aluno se torna um mestre Maçom, escolhido para fora do mundo.

Ser um Trabalhador ativo em nome do GRANDE ARQUITETO do UNIVERSO. 

É lá sozinha, invisível aos olhos mortal, que mais graus recebem e não a alma irradiando a luz de espírito se torna a vida! 

Nas Estrelas do Abrigo Azul da Maçonaria!

Edson Guedes.'.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares