Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

O RITO BRASILEIRO DE MAÇONS ANTIGOS, LIVRES E ACEITOS


É muito comum quando tratamos do RITO BRASILEIRO, ouvirmos alguns Irmãos afirmarem ser o Rito mais patriota dos praticados no âmbito do Grande Oriente do Brasil, realmente o RITO BRASILEIRO é o que traduz, sem qualquer dúvida, o espírito do Povo, ou melhor, dos Maçons Brasileiros, porem devemos considerar que todos os Ritos inspiram e buscam inculcar nos seus seguidores o Amor a Pátria, o cumprimento inflexível do Dever e a responsabilidade social dos maçons para com a humanidade.

Todos os Ritos procuram, através de seus ensinamentos, levar os maçons a uma reflexão sobre a trilogia que fundamenta a própria essência da Maçonaria: Liberdade, Igualdade e Fraternidade. Existe uma maior lição de patriotismo que a representada neste triângulo, base ideal de qualquer sociedade e suas relações intrínsecas.

O que faz então com que os Maçons associem o Patriotismo ao RITO BRASILEIRO? Vamos tentar entender o por que, buscando uma síntese da história do RITO BRASILEIRO.

Um grande Maçom e brasileiro, o Soberano Grão-Mestre LAURO SODRÉ, sonhou com um Rito que fosse a expressão do espírito dos Maçons Brasileiros e unindo-se a outro grande Maçom e brasileiro, o Soberano Grão-Mestre NILO PEÇANHA, através do Decreto 500, em 1914, fundou o RITO BRASILEIRO. O Rito nasceu, portanto, da vontade de que fosse criado um Rito para os Maçons Brasileiros, não que os Ritos que vieram da Europa, como o Adonhiramita, o Francês Moderno, o Escocês Antigo e Aceito e o de York, fossem inadequados aos Maçons Brasileiros, mas era desejo daqueles pioneiros, a criação de um Rito que fosse o espelho da Alma do Maçom Brasileiro, um Rito que colocasse o Homem como centro da história e não como um mero protagonista.

Um Rito renovador que buscasse o desenvolvimento do Homem e o Progresso da Humanidade, o desenvolvimento nacional através do estudo e da busca de soluções para os principais problemas sociais que já incomodavam a Maçonaria daquela época.

O RITO BRASILEIRO, não foi criado para substituir os demais Ritos praticados no âmbito da Maçonaria Brasileira, mas, tomando por base exatamente esses Ritos que serviram para criar o Espírito Maçônico Brasileiro, é uma opção a mais aos Maçons, aqueles que buscam encontrar na Maçonaria uma visão desenvolvimentista e progressista da sociedade brasileira e um estudo dos problemas que impedem esse progresso e suas possíveis soluções.

Mas o Rito adormeceu, e somente em 1968, através Decreto 2080, foi reimplantado sob a orientação firme e segura do Soberano Grão-Mestre ÁLVARO PALMEIRA, que segundo conta o Eminente Grão-Mestre JOSÉ COÊLHO DA SILVA, afirmou categoricamente: "Vou reimplantar de forma definitiva o Rito Brasileiro de Maçons Antigos, Livres e Aceitos em 33 (trinta e três) graus, como expressão máxima da Maçonaria renovada".

ÁLVARO PALMEIRA, partiu então para um trabalho incansável, organizar e estruturar o Rito, inicialmente dedicou-se a base, aos três graus simbólicos, onde desenvolveu de forma ortodoxa a tradição e os postulados maçônicos universais, necessários à regularidade universal do Rito e ao aperfeiçoamento moral e cultural do Maçom. 

Contudo na formulação dos graus filosóficos procurou levar os Maçons ao Estudo, análise e Busca de Soluções dos grandes Problemas enfrentados pela humanidade, em especial aqueles afetos aos interesses da Pátria, mostrando a necessidade da evolução social, como forma concreta do bem estar dos povos. Procurou também, seguindo os postulados maçônicos, afastar dos graus superiores a superstição em todas suas formas, inclusive a religiosa, buscando a Fé Racional, fundamentada na Teologia, como expressão da característica Teísta do Rito.

Para alcançar esses objetivos fundamentais, o RITO BRASILEIRO desenvolve nos graus filosóficos uma estrutura caracterizada pela busca do desenvolvimento social do Homem, através do estudo e solução dos problemas enfrentados pela humanidade, para tal estruturou estes graus de forma que nos graus 4 ao 18, procura analisar o Homem como Indivíduo, estudando os valores sociais, culturais e morais, a pratica individual do bem, tendo como objetivo final a Perfeição Humana; nos graus 19 a 30, busca a análise do Homem como Ser Social, em suas intrincadas relações psicossociais, através do estudo das atividades humanas relacionadas basicamente ao trabalho, a agricultura, a indústria, ao comércio, a economia e a justiça, fundamentando-se nas ciências, nas religiões e na filosofia, buscando alcançar os meios para justa distribuição dos bens sociais, criando bases sociais seguras que conduzam a Pátria a Paz, a Ordem e ao Bem Estar Social;

nos 31 e 32, o Maçom é conduzido a análise do Homem como Cidadão, os Guardiões do Bem Público e do Civismo buscam, através do estudo da organização e estrutura das Nações, compreender os princípios basilares da Ordem Pública e Social, analisando as diversas expressões da Liberdade do Homem e dos Povos, dos Direitos e Deveres individuais e sociais, da prática da Política como forma de concretização dos objetivos nacionais e garantia da democracia, e do Civismo como expressão máxima do amor a Pátria; finalmente no grau 33 o Maçom é conduzido a imagem do Homem Ideal, síntese de toda esta trajetória, o Servidor da Ordem e da Pátria, não há maior Honra que Servir aos seus Semelhantes, a nossa Ordem e a Pátria.

Concluindo, esperamos haver conduzido os Ilustres Irmãos, neste curto passeio pelo RITO BRASILEIRO, a análise e possíveis conclusões do porque de muitos Irmãos associarem o RITO BRASILEIRO ao Patriotismo. Na verdade o objetivo fundamental do Rito é a formação do Maçom, do Homem, de seu tempo, preocupado com os problemas que afetam a Humanidade, em particular com a sociedade de que ele faz parte, que é capaz de buscar nos ensinamentos do passado, com as devidas atualizações, o conhecimento necessário para solução dos problemas atuais.

Um Maçom preocupado com o bem estar público e social, disposto ao combate a miséria, a imoralidade na gestão do bem público e a opressão social em quaisquer de suas formas alienantes e perversas, e a lutar pelo desenvolvimento social através da educação, da melhor distribuição de renda e do direito inalienável ao trabalho como fonte asseguradora da manutenção do indivíduo e de sua família.

O objetivo do RITO BRASILEIRO é formar UM HOMEM, UM BRASILEIRO, UM MAÇOM JUSTO E PERFEITO.

Por: Eduardo Gomes de Souza
Grau 33, Membro Extranumerário do
Supremo Conclave do Brasil do Rito Brasileiro de Maçons Antigos, Livres e Aceitos
Ex- Grão-Mestre do GOB-RJ
Contribuição do Irmão Wagner Sandoval

6 comentários:

  1. Boa dia a todos!!
    Pratico o Rito Escocês Antigo e Aceito REAA.
    O pouco que conheço o Rito Brasileiro, já da para afirmar que sem dúvida, e o Rito mais patriota e recomendado a ser praticado no nosso País, tão carente de patriotismo.
    Gostaria de saber se este Rito, esta aberto a pratica nas Potências Independentes.
    kim (kimcostar@hotmail.com )

    ResponderExcluir
  2. Meu Irmão.
    O Rito Brasileiro de Maçons Antigos, Livres e Aceito, pelo meu conhecimento, é praticado no GOB e em Lojas vinculadas a COMAB.
    O Supremo Conclave para o Rito Brasileiro tem Tratado com o GOB.
    Já na COMAB existe outro Conselho.
    No meu ver, não existe nenhuma impossibilidade de prática em Potências Independentes.
    Os Graus Filosóficos são independentes de Potências.
    Um TFA.
    Paulo Edgar Melo

    ResponderExcluir
  3. minha loja e nova, Aliança Fraterna de sao jose do rio pardo sp, estamos praticando o rito brasileiro, e maravilhado com a beleza deste rito.
    Unica loja da regiao a praticar este rito. Fraternal abraço a todos irmaos!

    ResponderExcluir
  4. Iniciei no Rito Brasileiro tive opções em outros Ritos como o Escocês Antigo e Aceito, Adôniramita entre outros más escolhi o Rito Brasileiro por ser o único em minha cidade e estou
    muito feliz por ser Maçom pois meus avós e tio foram e isso vem de família , minha loja é a Barão de Mauá em Santos SP. Sou Aprendiz e estou lapidando minha pedra bruta.

    ResponderExcluir
  5. Iniciei em Novembro do ano passado sou um Aprendiz Maçom estou caminhando em meus estudos , venho de uma família de Maçoms meus Avós e meu tio foram e estou dando continuidade a nossa tradição , tive alguns convites para ingressar em outros Ritos más fui muito bem acolhido pelos meus irmãos da loja e estou no Rito Brasileiro minha cidade (Santos SP. ) E POR COINCIDENCIA é a Única no Rito Brasileiro. Estou muito feliz praticando esse Rito e muito orgulhoso de ser Maçom

    ResponderExcluir
  6. Estou muito feliz em fazer parte do GOB e praticar o Rito Brasileiro TFA.'.

    ResponderExcluir

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares