Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

EGRÉGORA


Embora a palavra não exista em nosso idioma, não ser listada em nossos dicionários, e o seu aparecimento no Brasil tenha acontecido nos anos 80, a egrégora existe desde os primórdios da humanidade, desde o aparecimento da segunda criatura humana.

Castellani, discorda do culto à egrégora entre irmãos, por julgá-la um termo novo em nossa Ordem e, quem somos nós para contestá-lo? Acontece que há duas correntes entre os escritores irmãos, os ocultistas e os mais tradicionalistas, que crêem apenas no palpável.

Eu sou ledor, admirador e seguidor do "castelanismo", por entender que o irmão Castellani é o "papa" dos escritores maçônicos, mas, creio nas coisas que podemos ver, desde que vemos os seus efeitos; é apenas uma questão de ponto de vista.
Nós somos por células, e estas por átomos, moléculas e núcleos e, em sendo assim, somos um condensador de energia; somos um corpo energizado.

Sabemos também que a energia pode ser positiva, ou negativa, dependendo, no caso do ser humano, do seu estado de saúde física, e ou psíquica Eric Bern, em Relações Transacionais (psicologia) afirma que a pessoa pode estar OK, ou não OK. querendo dizer, positiva, ou negativa.

Quando estamos com a saúde perfeita, bem com a família, bem com os irmãos da Ordem, nós estamos positivos, e em caso contrário, estamos negativos, é claro.

Já existe prova científica da existência da aura humana, vista através da fotografia Kirlian, que mostra a nossa aura com as suas cores e segundo os doutos no assunto, são as cores que determinam o estado de saúde física e ou psíquica, da pessoa no momento. Hoje já se conhece a cromoterapia, ou seja, a cura através das cores, mas por ser uma ciência nova, ainda é um pouco desacreditada.

É claro, lógico, matemático, óbvio, evidente e axiomático, (pleonasmos à parte) que não detenho provas científicas da existência da Egrégora e, expresso apenas o conhecimento empírico, como o meu modo de pensar, de ver, de acreditar.

Acredito que a egrégora seja a soma algébrica das auras positivas e negativas das pessoas que estejam num determinado local. Como exemplo, na formação de uma Cadeia de União, as auras positivas anulam as negativas e daí se forma a egrégora positiva. No caso das auras negativas serem em número maior do que as positivas, a egrégora será negativa ou não se formará.

Podemos verificar isto quando estamos em um ambiente que deveria ser de alegria, uma festa, mas, as pessoas não se congregam, de uma ou de outra maneira e o ambiente se torna tenso, pesado.

Às vezes numa sessão entre irmãos nós sentimos que a coisa não foi bem, não foi positiva. Talvez a causa seja o número de auras negativas maiores do que as positivas dos irmãos ali presentes.

Entendo, pois que a egrégora é a congregação de várias pessoas voltadas para um pensamento afim, que a egrégora entre nós é formada pelo desejo dos irmãos voltados para o seu semelhante, é o desejo da liberdade, da igualdade e da fraternidade, tríade de sustentação na formação de uma sociedade justa e perfeita.

Um comentário:

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares