Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

domingo, 15 de julho de 2012

PRIMEIRO MALHETE


  
  Novos Veneráveis Mestres foram instalados e empossados, assumindo o Primeiro Malhete das Lojas que os elegeram em maio próximo passado, depositando neles a confiança da realização de profícuos trabalhos e plena dedicação para o fortalecimento e projeção de suas respectivas Lojas.

    É preciso muita determinação e perseverança para o fiel cumprimento do compromisso declarado sem o que, dificilmente, alcançarão o êxito tão esperado e almejado pelos Irmãos que anseiam por uma gestão profícua, com reais benefícios pessoais para o aprimoramento individual e consequente projeção da Loja,  por possuir maçons capacitados e divulgadores da doutrina maçônica.

    Para alguns, o exercício do mandato de Venerável pode parecer algo fácil e meramente administrativo, mas, efetivamente, reveste-se de uma considerável complexidade, tanto em termos de conhecimentos maçônicos propriamente ditos, como pelo trato com situações que envolvam assuntos de ordem administrativa interna, relações humanas, interação com outras Lojas e os mais diversos desafios.

    A serenidade na condução das matérias afetas à Loja é imprescindível, a tolerância é indispensável, a dedicação deverá ser plena e despida de qualquer outro sentimento que não seja o de fraternidade e o espírito de liderança deve prevalecer em qualquer que seja a situação, ficando sempre evidenciada a autêntica liderança sob a égide dos elevados princípios maçônicos.

    Saber liderar é ter em mente o espírito de EQUIPE, tudo fazendo para contar com o máximo de colaboradores em determinado projeto; deve ser sempre evitado a prevalência do indesejado  espírito de “EUQUIPE”,  que às vezes se manifesta em alguns Veneráveis que se julgam os donos da Loja, exigindo e impondo sua vontade, esquecendo-se de que o desejo da coletividade deve suplantar a vontade da individualidade.

    É sempre bom lembrar que projetos e objetivos de ordem coletiva envolvendo todos, tornam-se  fruto da deliberação democrática dos obreiros, cujos resultados rendem bons frutos à Loja e, curiosa e costumeiramente, observa-se que a desarmonia existe em Loja sem projeto ou sem objetivo.

    A todos que assumiram o cargo de Venerável Mestre desejo que a gestão seja coroada de pleno sucesso e que a paz, a harmonia e a concórdia estejam sempre presentes em suas atividades e aproveitando o ensejo, envio-lhes meu especial TFA.


13.07.2012
Marcos José da Silva
Grão-Mestre Geral – GOB/BR


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares