Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

segunda-feira, 2 de julho de 2012

A RECEPÇÃO



A cordialidade é fator preponderante para as pessoas serem recebidas em qualquer ocasião, independentemente das finalidades que as levaram a  se deslocarem para determinados locais, cabendo àqueles que os recepcionarão proporcionar-lhes as melhores acolhidas de boas vindas, como determinam as normas de bom acolhimento.

Os Irmãos que frequentemente estão em contato, em Loja ou fora dela, sempre trocam ideias sobre os mais diversos assuntos, não só com relação a nossa Ordem, como, também, no que tange a outros aspectos  de ordem familiar ou de interesse público.

Ocorre que, quando um Irmão menos assíduo deixa de participar de algumas sessões suas ausências passam despercebidas e, não raras vezes, se um Irmão  não toma a iniciativa de procurar saber os motivos de sua ausência, acaba sendo esquecido.

É bem verdade que cabe ao faltoso entrar em contato com um dos Irmãos da Loja, justificando as razões de suas faltas, mas, quando isso não acontece, pode passar um bom tempo sem que ninguém saiba dos reais motivos de seu afastamento, podendo inclusive ser considerado como irregular.

No entanto situação desagradável já foi presenciada, no momento em que um Irmão ao retornar à Loja, após um período de ausência, outro Irmão, em tom de  brincadeira, a ele dirige-se e  indaga-o se ele vai assinar o Livro de Presença para Visitantes.

Tal atitude em nada contribui para o fortalecimento da fraternidade, pelo contrário só causa constrangimento, pois ao invés de procurar saber os motivos da ausência e oferecer o indispensável apoio, aquele que retorna é recebido com escárnio, com requinte de desprezo.

Aquele que preza pela Ordem e pela presença do Irmão faltoso deveria expressar-se de forma enfática enaltecendo o fato da importância do retorno daquele Irmão, dizendo-lhe: MEU IRMÃO QUE BOM QUE VOCÊ ESTÁ AQUI CONOSCO, QUE FALTA QUE VOCÊ FEZ, COMO SENTIMOS A SUA AUSÊNCIA, AGORA NOSSA CORRENTE DE FRATERNIDADE FOI RESTABELECIDA. SEJA MUITO BEM VINDO. GRAÇAS AO GRANDE ARQUITETO DO UNIVERSO NÓS O TEMOS DE VOLTA. 
06.06.2012
Marcos José da Silva
Grão-Mestre Geral do GOB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares