Páginas


“SÓ PUBLICAMOS TRABALHOS RELACIONADOS COM A ORDEM MAÇÔNICA”

ACEITAMOS A OPINIÃO DE TODOS, DESDE QUE O COMENTÁRIO SEJA ACOMPANHADO DE IDENTIFICAÇÃO E UM E-MAIL PARA CONTATO.


“NÃO SERÃO ACEITOS COMENTÁRIOS ANÔNIMOS”

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

UMA LOJA DE PALHAÇOS (NO BOM SENTIDO DA PALAVRA)



Ao ser fundada a Loja Salomão e funcionando às 2as feiras, atraiu para seu quadro muitos artistas, os quais tinham seu descanso naquele dia da semana.

Inicialmente vieram artistas circenses, inclusive proprietários de circo, sendo então chamada de “Loja dos Palhaços”, sem qualquer sentido pejorativo, pois havia um consenso, como ainda hoje, de que tais artistas vivem para trazer alegria para as pessoas, tornando a vida mais amena, e no caso dos Maçons artistas, eles levavam para todo o Brasil e para o exterior a arte, a alegria e os conhecimentos maçônicos, tendo a Loja Salomão se tornado muito conhecida através daqueles IIr.’.

Um dos primeiro artistas a realizar um salto mortal duplo foi o Ir.’. Mario Sabino Campioli que foi o famoso Palhaço Quero-quero, tendo sido também acrobata, saltador e trapezista.

Do mesmo modo, o Ir.’. Eduardo Temperani foi o 1º Homem-Bala no Brasil.
Ir.’. Carlos Angel Lopes, que também foi Palhaço, tinha como número principal na vida artística, o de tocar violino plantando bananeira.
Ir.’. George Savalla Gomes famoso Palhaço Carequinha era Maçom, e pertencia a uma Loja de Niterói, mas trabalhava com dois outros Palhaços que eram IIr.’. da Loja Salomão.

Ir.’. Frederico ViolaPalhaço Fred e o Ir.’. Aymoré Pery, Palhaço Zumbi.
Aos artistas circenses sucederam os artistas de rádio e teatro. Essa plêiade cumpria os Rituais com interpretação magistral.

As cerimônias de Iniciação, Elevação e Exaltação, na Loja Salomão eram concorridíssimas, com a presença de grande número de visitantes que apreciavam o cunho de realidade impregnado naquelas Sessões. Por isso a Loja passou a ser chamada de “Loja Escola”, que perdura até a presente data, pois ainda mantêm em seus Quadros alguns artistas e, além disso, prima pela manutenção daqueles elevados padrões de outrora.

Uma tradição da Loja se refere ao tratamento dispensado a IIr.’. Visitantes. Há muitos anos, por decisão da Loja, ao Ir.’. Visitante é concedido o título de “Membro Honorário” durante o período da Sessão. Assim, naquele período, o Ir.’. de uma loja co-irmã presente à Sessão, não é considerado Visitante e sim Membro do Quadro de OObr.’. da Loja Salomão que entendem que Ir.’. não visita Ir.’., é de casa.

Esta extraordinária Loja, pela competência dos IIr.’. do Quadro, sempre teve pelo menos três representantes no Supremo Conselho.
Outra peculiaridade da Loja, é a de não fazer distinção ente Ir.’. filiado e não filiado. A actual Administração, por exemplo, a começar pelo Ven:. é composta em sua maioria por IIr.’. filiados.

Como pode ocorrer com qualquer Instituição, a Loja Salomão experimentou um momento difícil quando houve uma cisão em seus Quadros, ocorrendo a saída de cerca de 40 IIr.’. que não aceitaram uma decisão da Loja. Os dissidentes foram liderados pelo Ir.’. Manoel Pêra, pai da artista Marília Pêra, os quais fundaram a hoje conhecida Loja Trabalho e Liberdade.

A Loja Salomão superou aquele episódio, e sua longa caminhada tem primado pela absoluta união entre seus IIr:. sendo tradicionalmente uma Loja pacífica.
Durante muito tempo, a Loja Salomão foi a única a festejar o Natal com os pobres. Promovia a distribuição de cartões que davam direito ao recebimento dos Troncos de Solidariedade: atos beneficentes e o Natal dos pobres.

Quando era Ven.’. da Loja, o Ir.’. Teixeira Pinto, o Grão Mestre Geral, Ir.’. Rodrigues Neves prestigiou o Natal dos pobres da Loja Salomão entregando o primeiro saco de alimentos. Com o agravamento da situação econômica e a conseqüente carestia, tal prática não foi mais possível.

Por ocasião da II Guerra Mundial, em que o Brasil lutou pela democracia, a Loja Salomão destinava parte do Tronco da Solidariedade para a compra e remessa de presentes para nossos “Pracinhas”, componentes da Força Expedicionária Brasileira, levando assim o calor humano e o reconhecimento da população aqueles que lutavam por um mundo melhor.

Há muito anos que as eleições na Loja Salomão ocorrem de maneira tranqüila e fraterna. Isto se deve ao exercício de uma prévia eleitoral, em que são auscultadas as preferências, chegando-se a um consenso para a formulação de uma única chapa. Tal prática só tem sido possível porque os Iir.’. da Loja tem plena consciência de que os cargos, quaisquer que sejam, representam trabalho e responsabilidade, jamais patamares para alimentar vaidades.

Que loja maravilhosa esta não é mesmo irmãos, e que nos sirva de exemplo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos não serão ACEITOS. Deixe seu nome completo e e-mail para resposta.
Contato: foco.artereal@gmail.com

Postagens populares